quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

                     = O AMOR =


O amor, de tão simples, é complexo!
Desvairado sentimento
Com força e doçura, açoita,
Fazendo o coração em frangalhos.

De amor, se alimenta a felicidade!
Eu, inveterado sonhador,
Recordo-me, com saudade,
Do amor nascido sob a força do olhar...

Quando os olhos se casam,
Bate um frio na alma.
O coração é liberto,
Nem o orgulho pode arrancar.

A sós, na sala,
Um suco ou chá...
Ao tocar das mãos,
Se magnetismo houver,
Inevitável beijo virá.

O momento se abrasa.
Abraça, beija, palavras balbucia,
Noite afora se estende
Vai a lua, vem o sol,
É breve o momento.
Fica sempre o desejo
Deste sonho nunca acordar!


Tonho Tavares.