terça-feira, 25 de outubro de 2016

                          

            = REFLEXÃO =

Silencia o tempo...
No coração, todos os sentimentos
Frívolos pensamentos.

Segue a trilha
Terra alagada
Mata a sede,
Água de enxurrada.

Envelhecidas e desesperançadas crianças...
Choram!
Somos ou não os culpados?
Pais em desespero...
Deus questionado
A tudo eu assisto!
O coração triste, a inutilidade, a impotência,
tão pouco posso!

Onde esconderam os sorrisos deste povo humilde e pequenino?
Certamente, em palácios e mansões dos corações em ostentação e poder.
Não me omito...
Quem sabe, a parte que a mim cabe!
Vivo minha religião e me esqueço do religioso que em mim habita.  

Comemoro com pompa, o nascimento do Menino Jesus.
Ignoro aos milhares de filhos de Deus que nascem em miséria, sem berços, quem sabe, sem manjedoura, nas esquinas da vida.

Tonho Tavares.