quinta-feira, 15 de setembro de 2016

       =  SONHO, MEU REAL DESEJO =

Quem sou eu...
...que me reescrevo a cada dia
...a cada anoitecer
...a cada novo sentimento
...a cada sucumbir das verdades
...a cada mentira que se fez oculta e se revela ao holofote do tempo.

Quem sou eu que...
...acredito na força do amor, mesmo aos olhos da maldade.
...que estendo as mãos, mesmo que os meus pés, ainda não estejam em terreno sólido.
...que sorri sempre, até mesmo com vontade de chorar.
Sou sempre eu, reescrevendo a minha pouca história.

Sonhos, eu os tenho em pecas!
No amanhecer, com o alforje “da real vida” em minhas costas
Adentro-me pelo dia, hora fora, hora dentro!

Fora, o peso da vida
Dentro, o desejo em devaneios.
Sou um misto
O exterior, pés no chão
Interior, sonhos sem fim.
Sou sempre eu, desfilando dentro de mim.

Quando só, medito, faço versos
visito os mais lindos lugares
sem barreiras, vou até onde a minha imaginação mandar.

Busco você...
Penetramos num mundo de beleza e cores
Passeamos de mãos dadas, tomamos água fresca da fonte.
Beijamos, abraçamos, rimos, brincamos como duas crianças.
Ao requinte da noite dos enamorados
Acontece, doamo-nos como amantes apaixonados.
Na cama, no tapete, rolamos pelo chão, enlouquecidos de desejos.
Este sou eu!
Venha, adentre nos sonhos meus.

Tonho Tavares.