quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Bom dia a todos!

= Amor renascido =

Venha...
Dê-me a tua mão.
Navegaremos em águas mansas, rumo aos mais profundos dos nossos sentimentos.
A cada dia, frases lindas e tocantes completar-se-ão aos nossos beijos.
A cada noite, olhos de intenso brilho refletiram a pureza e o profano dos nossos desejos.
Vem! Estou à mercê do amor.
Levar-te-ei à linda morada dos meus sonhos!
De lá, veremos a lua, toda faceira, desfilando a céu aberto e,
como magia, nos conduzirá ao um longo beijo.
As estrelas ornamentaram a nossa noite.
Não demore! O tempo não tem prazo... Ele involuntariamente cura as feridas, e também pode protagonizar o que há de mais belo, de um amor a ser vivido.
Vem... O acaso não pede passagem!
A felicidade não sobrevive apenas de devaneios.
Meus pensamentos buscam a tua voz, teu perfume, o teu corpo, mas não encontram o teu calor e a magia que envolve a tua pele.
Sou da terra o seco rio de largo leito, que se exauriu nos intempéries dos anos. Na nascente, um pequeno olho d’agua teima em umedecer a esperança na brutalidade do desamor.
Estou a tua espera! Transborde-me com seus carinhos, não deixe-me na insensatez de minhas quimeras.
Juntos, a natureza fará sua parte.
O céu, a terra, e tudo que há de mais belo, se unirão. Lindos lagos com vidas abundantes, flores por todo o seu entorno revigoraram. Sementes esquecidas brotaram e tudo se traduzirá em felicidade.
Se vieres, não mais ouvirei, medonhamente, do duro solo trincado e ressequido, o uivar do coiote faminto da solidão.
TONHO TAVARES.