sexta-feira, 3 de junho de 2016

      = VENHA AMOR =

     Amanheça comigo...
Ouça do mais profundo de minh'alma
o sussurro do amor nunca adormecido.
Meus lábios insanos, molhados
trêmulos de paixão
pelo teu corpo farão rastros
que os teus beijos acordarão.

Eu, um todo ser em deslumbramento
sedento, aguçado, suspiro, transpiro
cheiro a cio.

       Amanheça comigo...
E descubra neste ser
os mais profundos galanteios.
Para que não me tomes por devasso
servirei a ti
ainda na cama
o café.
Sobre todo o teu leito
flores espalharei.
Colherei o teu primeiro sorriso.
Se permitir-me
roubarei o teu último beijo do ontem guardado.
Teu copo terá o perfume de mulher amada.
A cada momento, nos amaremos como únicos
até o esvair-se do dia.
Quando negro manto da noite
exibir as tuas estrelas
darei a ti as minhas mãos
que de tão tuas
não me permite domina-las.
Elas se envolverão em teu corpo
ficaremos tão leves
como nuvens ao vento.
Com a suavidade do sonho
os teus lábios beijarei.
Dançaremos, Straus, Gardel, boleros de Ravel.
Quem sabe, neste gostoso sem tempo
a ti recitarei um poema lindo
ao som de "Carinhoso".
       
     Amanheça comigo...
E seremos nós um todo
na mais pura instancia do amor.

Tonho Tavares.