terça-feira, 31 de maio de 2016

    = SONHOS DE AMOR =

 O céu veio a terra...
Beijou o chão, reverenciou o mar, as cachoeiras
As matas, e os montes.
Chegou ate você
Não lhe fez reverencias
Buscando-a pelas mãos
Contou-lhe uma linda história de amor
Fez você dormir
Cobrindo-a com o lençol branco dos sonhos
E por ali, eu a esperava.
Linda, você estava
Cabelos soltos ao vento
Seus olhos mais pareciam perolas
De intenso brilho.
Com delicadeza, eu a abracei.
Como por encanto
Uma canção nos fez ouvir
Dançamos como na realeza
Rodamos por todo o imenso salão
Distribuímos sorrisos de uma eterna felicidade.
Senti que teus lábios vinham de encontro aos meus
Naquele momento, como por magia
Todo o cenário se desfez
Ali estavam, você e eu
Na cama entre paredes
Reféns de um amor inevitável
E sem fim.
Tomei você em meus braços
Vieste com leveza e furor.
Beijei os teus lábios
Com fome de amor.
Envolvemo-nos loucamente, ate a exaustão
O prazeroso gozo, calou os nossos sussurros e gemidos
No relaxamento dos sonhos, adormecemos.
Não fui eu, o autor da conquista
Foi o céu que veio a terra
Dando-me você como um presente
tornando-se o mais valioso
Tesouro da minha vida.

Tonho Tavares  
        Boa noite a todos!
                 
            = QUANDO AMANHECER =

Quando amanhecer...
Buscarei todos os sonhos que se esparramaram em meu leito.
Abrirei a janela, deixando que o sol venha ser-me companheiro.
Sem camisa, sentirei a brisa fresca do dia amanhecido.
Soltarei cada sonho tatuado com o meu nome ao vento
quem sabe eles venham a lhe encontrar, fazendo feliz este coração
calejado, que se arrasta por entre versos,  lua e estrelas
suspirando saudade,
solfejando a romântica canção
que num dia, eu pleno em amor, dediquei a você.

Quando amanhecer...
Talvez lhe envie flores...
Quem sabe, de ti, ganharei muitos beijos?
O amor não se perde ao tempo
Não se evapora como o vento
Não foge
Nem tão pouco pedi licença para fazer do corpo o seu abrigo.

Quando amanhecer...
A procura de ti, estenderei os meus olhos ao longínquo  caminho.
Buscarei em cada flor o teu sorriso.
Umedecerei os meus lábios com a língua
Que fora ressequidos pela longa espera dos teus beijos.
Na vida, uma certeza eu tenho...
Nunca estarei só
Sempre e sempre, estarei aqui, alimentando de sonhos
a esperar por teus beijos.

Antônio Tavares.
  = UM POUCO DO AGORA =

Se me curvo em meus versos
reverencio-me ao amor
que exala, entala
escorre pela pele
no peito faz doer.

Amarga é a saudade!
viajo no mais profundo dos sentimentos
no lábaro, a flamula verde da esperança
não sou eu mais um jovem encantado nas primícias do amor platônico
Sou carne, alma, sentimento
sou sexo, sou carinho
Bebo da beleza ardida das tardes de solidão
Sou apenas saudade.

Tonho Tavares

Boa noite a todos!

   = MULHER =

Vejo um pequenino arroio
Por entre pedras nascido
Avança em estreito caminho
Desbravando solo infindo.

Nas quedas inevitáveis do acaso
Nunca se abate
E em lindas cascatas
A natureza desfila a tua arte.

Ateia a esperança
Cala a sede, mata a fome.
O solo enverdece
É vida que em teu entorno cresce.

Mulher...

Nasceste como o arroio
És o milagre da vida
Divina obra de Deus
Que nossos corações fascinam.

Coragem, determinação, criatividade e amor são as tuas sinas.
É como água estreita do rio
Que vai em frente
E nunca desanima.

Tentadora como Eva
Pura como Maria
Enfeita o mundo
Protagoniza a vida.

Se Deus, à Eva criasse, primeiro que Adão
Não precisaria retirar as costelas
Tu, fêmea criativa e amada, com teu jeitinho trigueiro
O homem em teus moldes criaria
És do amor o símbolo e parideira por natureza.

És o rio da esperança
Geram vidas que o mundo povoa.
É por ti mulher
Que dobram os sinos.

Antônio Tavares.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Boa tarde a todos!
      = VENHA =

Estou à mercê do tempo.
Vivo os sonhos não adormecidos.
Repouso-me em teu silêncio.
Bebo a amarga solidão da minha inexistência
Preciso saciar-me do amor que jorra da tua fonte.

Rega-me...
Enveredar-me-ei em teu destino
Dê-me esperança a vida
Sou um pequenino ser vivente.

Cativaste-me em teu ser.
És o lastro (sonhado) que sustenta a minha vida.
Serei
Por tua graça
O amor em versos
Esparramado, em devaneios, pela brisa leve da poesia.

Antônio Tavares
Boa tarde amigos(as)

     = O POETA NÃO MORRE =

A escrivaninha empoeirada
No canto adormecido
A caneta, o caderno,
 E um bilhete esquecido.

Ao lado da porta,
Um homem, já grisalho,
Com seu olhar perdido
Amarga a dor da saudade.

 As gotas de chuva
Salpicando a vidraça
São como um coração pulsante
Num corpo sem vida.

O homem resmunga e chora...

_Porque não esperastes
O crepúsculo de sua existência?
Fostes assim tão de repente,
De presente deste-me a solidão.


É poeta,
Que triste fim tivestes!
Brincastes com palavras e versos,
Falsos e belos amores,
Dominaste o universo,
Mas não fostes o senhor da vida.

Perdoe-me poeta, vou ler seu bilhete,
Aqui esquecido,
Quem sabe estarão aqui suas últimas lamúrias,
De um homem mortificado
Implorando pela vida.

****
“Meu amigo,
Sei que um dia virá visitar-me.
Aqui, talvez, não mais estarei,
Vou vadear pelos caminhos
Que na vida eu trilhei.

O poeta nunca morre,
Espalha-se pelas estrelas.

Estarei nos versos e universos
No sorriso que conquistei
Nas lágrimas emocionadas
Que tantas vezes compartilhei.

 Conquistarei a liberdade
Dos sonhos que são meus
Buscarei em outras paragens
Lugares lindos que desejei.

Serei sério, bandido e romântico!
Estarei no apogeu da carne,
Mais presente que o humano.
E levo daqui a saudade.

Partir-me-ei, oh morte!
Vou sem lhe dizer adeus,
Deixo pra ti, minha inútil carcaça,
E este sombrio lugar
Que de agora, é todo seu.”

Tonho Tavares

Boa tarde a todos!

      =  ACORDA TONHO =

Como eu quero que as coisas sejam
 diferentes!
Por favor, eu te peço...
Pode ajudar-me?

Quero lhe dar todos
os beijos, que a anos estão guardados.
Que os abraços sejam
freqüentes
e se explodirão  em desejos.
Que os galanteios
não obedeça critérios.
Que os elogios sejam, constantes
e verdadeiros.
Que na felicidade, nenhuma lágrima
seja poupada.
Que o amor seja perene e dia a dia seja regado.
Que os carinhos não cessem
após a noite de amor vivida.
Que se estenda pela madrugada.
Ah... Como vivo de sonhos!
Acorda Tonho
É hora de levantar e buscar o pão.

Tonho Tavares

domingo, 22 de maio de 2016

    = LEIA-ME =

Sou parte de um livro
De folhas pequenas
Compreendido
Não entendido
Inacabado.
.
No desuso da capa
O eterno romantismo
Lido em páginas truncadas
Cheirando a pó da prateleira

Venha...
Desfolhe-me...
Descubra que o meu coração
Ainda que embotado da desesperança de um dia
É pulsante, jorra um grande e lindo sentimento.

Leia-me em qualquer parte
Na rua, na beira do riacho,
No enluarar da noite nascida
Na madrugada perdida
No aconchego da alcova.

Leia-me por vezes
Por quanto seus olhos encontrarem os meu escrito
Se em branco as páginas estiverem
Complete-as com carinho, com seu ser,
Com suas escritas, quem sabe aquelas que se fizeram esquecidas!

Sou parte do livro
A espera que você o complete.

 Tonho.

    = AMOR SECRETO =

Na vida,
não há nada mais sofrido,
Que um amor entalado,
Escondido.
Que grita, reclama
E não é liberto.
Amor secreto,
Concreto,
Que respira, que transpira.

Que lateja na alma.
Que invade os sonhos.
Que ilumina ou escurece os nossos dias.
Quando estamos acompanhados
de nós, ele fere o coração.
As lágrimas fazem fila
Meio que deseducadas
Atropelam umas às outras.
Estreitam o ambiente
Massacrando o corpo.
Torturam a carne,
Matando-nos a cada segundo.
O amor é animal selvagem,
Indomável,
De asas, alado.
Não nasceu para o cativeiro.
Não se adestra.
O amor gosta de banquete,
Não vive de migalhas.
O amor livre encontra-se com a felicidade.
Amor reprimido, é a dor da saudade.

Tonho Tavares

Poesias e Contos: Boa tarde a todos! = EU QUERIA =Hoje eu quer...

Poesias e Contos: Boa tarde a todos! = EU QUERIA =Hoje eu quer...: Boa tarde a todos! = EU QUERIA = Hoje eu queria um anoitecer Não como tantos outros. Anoitecer com esperança...
Boa tarde a todos!

= EU QUERIA =

Hoje eu queria um anoitecer
Não como tantos outros.
Anoitecer com esperanças de juras eternas
Com sabor de paixão.
Sentir na pele, a maciez da felicidade.
Viver cada minuto de espera
Com a sensação de um século ter passado.
Entrar e sair mil vezes, enquanto lhe espero.
Mãos frias e suada, voz tremula, insegura
Com medo que, como tantas outras noites, você não venha.
Eu com minha melhor roupa
Perfumado, bem barbeado
E receoso de não lhe agradar.
Escolher com gosto, o sapato.
Cabelos grisalhos, não muito alinhado
Tudo isso para lhe impressiona.
Um botão de rosa vermelha, sobre a mesa
Com se o acaso tivesse esquecida.
Uma lindo forro de mesa, bordado com as cores do seu sonho.
No canto da sala, um piano e um violino
Dois músicos, trazendo em suas partituras
Boleros e valsas.
Você chega com graça
Vestida como uma princesa, ou rainha.
Linda! Usando perfume tão suave, com a brisa da manhã.
Vou ao seu encontro
Damos as mãos, ao som da pequena orquestra, dançamos de rosto colado.
Ao final da música, parados, olhos nos olhos, lábios trêmulos e sedentos
Segue-se um longo e interminável beijo.
O resto da noite não posso lhes contar
Será para nós um segredo
Só quem sonha pode adivinhar.

Tonho Tavares

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Poesias e Contos:         = APENAS UM AMOR =Eu quero um amor........

Poesias e Contos:         = APENAS UM AMOR =

Eu quero um amor...
.....
:         = APENAS UM AMOR = Eu quero um amor... ...que não me seja de sentimentos caro. ...que não me estrangule a alma. ... que não me...
        = APENAS UM AMOR =

Eu quero um amor...
...que não me seja de sentimentos
caro.
...que não me estrangule a alma.
... que não me faça o coração
em pedaços.
... que não me roube a minha essência
do ser
... que não me deixe apreensivo nas escolhas
das palavras.
... que não quebre o românticos e sonhos
com o pão.
... que eu não venha sentir que tudo na vida
é em vão.

Eu quero um amor...
... que venha passear comigo
nas estrelas.
... que venha enluarar-se sobre as pedras
a beira do mar.
... que veja primeiro, com emoção, a estrela
cadente.
... que adore dormir, depois do amor,
feito conchinha.
... que acorde cedo ou tarde com beijos.
...que adore todos os meus
 carinhos.
...que faça da vida
um eterno poema.

Quantas coisas eu quero!
Estou aqui matutando...
...Sabe...
...pode arrancar a minha alma
...pode fazer guisado do meu coração.
...pode falar palavrões
...pode até ser perfeita.
Tudo que mais quero...
...é que me ame com paixão.

Tonho Tavares

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Poesias e Contos:      = POR VOCÊ =   Estou a mercê do amorSussu...

Poesias e Contos:      = POR VOCÊ =


   Estou a mercê do amor
Sussu...
:      = POR VOCÊ =    Estou a mercê do amor Sussurros ao vento Lamento, busco e não me contento Eu quero você! O amor não se faz co...
     = POR VOCÊ =


   Estou a mercê do amor
Sussurros ao vento
Lamento, busco e não me contento
Eu quero você!

O amor não se faz com o tempo
É um doce tormento
Entorpecente do corpo
Que a alma faz renascer.

Estou a mercê do amor
Venha... a noite já se faz calada
A lua a espreita
Espera a sua chegada
Este coração  pede por você.

Estou à mercê do seu amor
Por favor... não me deixe ao acaso!
Meu corpo sedento em brasas
Há muito esperando por você.

Tonho.

Poesias e Contos: Boa tarde a todos!    = SUSPIRO =Suspiro...Re...

Poesias e Contos: Boa tarde a todos!

   = SUSPIRO =

Suspiro...
Re...
: Boa tarde a todos!    = SUSPIRO = Suspiro... Respiro devagar para não me sufocar. Cheiro de amor no ar. Busco um canto Quem sabe um...
Boa tarde a todos!

   = SUSPIRO =

Suspiro...
Respiro devagar para não me sufocar.
Cheiro de amor no ar.

Busco um canto
Quem sabe um encanto
Nas entrelinhas do tempo
Contento-me apenas em amar.

Suspiro...
Não me a tenho...
Busco o preto e o branco
Tropeço nas cores vivas do grande sentimento
Que distraído, as deixei jogada pelo chão.

Suspiro...
Loucura, razão, desejo
Não informo
Formo, sofro e choro
Perco-me nas reticências sem acasos.

Suspiro...
Quisera eu enfeita as suas amanhãs
Transbordar de recordações saudosas o seu ontem.
Desenhar em seu rosto, a cada manhã, o sorriso de mulher
que por toda noite fora amada.

Suspiro...
Suspiro pelas lágrimas que deseducadas se atropelam em meus olhos regando o solo.

Quem sabe no amanhã vindouro
Suspiro, por todas as cores
Por todo o amor
Que possamos vivenciar.

Tonho Tavares.

Poesias e Contos: Boa tarde a todos! Fico indignado com as pessoas q...

Poesias e Contos: Boa tarde a todos! Fico indignado com as pessoas q...: Boa tarde a todos! Fico indignado com as pessoas que deveriam cuidar do seu povo!                                       = Como as história...
Boa tarde a todos! Fico indignado com as pessoas que deveriam cuidar do seu povo!

                                    = Como as histórias se repetem! =

         Quando criança meu velho pai, todas as noites, nos contava histórias. Nossa... eu adorava! Eram noites de lindos sonhos com princesas, ou de pesadelos, com bruxas e mau feitores.
         O bem sempre derrotava as bruxas e os malvados, lutas do bem contra o mal. Nestes contos o bem sempre vencia.
         Acho que sou uma pessoa muito saudosista! Não sei se este é termo correto, mas vi que nestas estórias, narradas, brilhantemente, pelo meu pai, havia um fundo filosófico donde tudo que é mal por si se destrói.
         Bem voltemos ao título (como as histórias se repetem):
        Certa noite, meu pai nos contou a estória de Ali Babá e os quarenta ladrões. Adorei! Ela nos mostrava o egoísmo do irmão de Ali, a maldade dos quarenta ladrões e a eficiência da criada do protagonista. O certo é que, no final, cada um teve o que mereceu. Dizem que “quem rouba ladrão tem cem anos de perdão” mas não acredito nisso.
         Hoje assisto, com tristeza, alguma semelhança no dia a dia dos políticos. O atual (não meu) Presidente da República tem formado seu ministério e recrutando seus aliados a dedo, de preferência investigados e sujos para o seu governo.
      Como podemos aceitar que Eduardo Cunha continue mandando visivelmente em nosso País??? Ao que parece, temos uma maioria com “rabo preso” para com o afastado ministro. É bem semelhante aos nossos prisioneiros, que embora presos, ainda comandam o crime organizado (e que organização!).  
       Eduardo coloca qualquer um destes chefes do crime no chinelo. (Que pena, ele ainda se diz evangélico) Deve ser uma grande tristeza para os seus irmãos de fé! Precisa ser exorcizado!!!
       Tenho me questionado a respeito das autoridades do nosso país de modo geral, e quero que acompanhem o meu raciocínio: Pessoa como o Azeredo, que ainda hoje se encontra livre. Quantos outros de partidos diferentes foram presos pelo mesmo crime? Um helicóptero encontrado, cheio de drogas, de propriedade de políticos. Não sei se a investigação seria de competência da Polícia Federal ou de outros órgãos, acho mesmo que é de competência do bando partidário.  O criminoso com certeza era o mordomo, ou melhor, o piloto, isto pode ter sido mesmo, eles tem toda a liberdade de traficar o que eles quiserem. Nossos ex, graças a Deus, governador de Estado de Minas Gerais, senhor Aécio Neves, com tantos processos, um aeroporto feito, com dinheiro nosso, mas de uso restrito, sem nunca ter sido investigada a sua verdadeira função, diz o PSDB, “a nega é minha ninguém tasca eu vi primeiro”.
       Se a justiça é para todos, e ninguém é imune, segundo a constituição, me respondam, por que tem uma corja do PSDB, PMDB e talvez em outros partidos que são blindados, que nada os atinge? Eu acredito que, se o Presidente fosse uma pessoa honesta, decente, certamente buscaria dentro dos partidos pessoas honestas e competentes, o que eu acredito existam muitos em alguns partidos.
       Bom, voltemos em Ali Babá. Acho que o Michel Temer, que é para temer mesmo, se fosse o chefe do bando, o que chego a duvidar, não correria mais o risco de ficar dento dos barris de azeite. Enquanto não tivermos uma justiça igualitária, não encontraremos uma criada inteligente e ativa aos movimentos, para derramar azeite quente neste bando de corruptos.
       Quando eu era criança, há mais de cinqüenta anos atrás, eu me perguntava: como conseguiram agrupar quarenta ladrões? Eram ladrões demais para minha pequena cabeça, pois eu vivia em uma cidade pacata de boas pessoas, onde não se via falar em ladrões, apenas de galinhas.
        Fico pensando cá com meus botões, como o presidente vai fazer para escolher a sua “turma” se, ao que me parece, são quase duzentos envolvidos em corrupção? Acho que a história mencionada evoluiu, os princípios de éticas, o brio, o orgulho de ser uma pessoa íntegra e honesta se escafederam. O que realmente importa é o poder e o dinheiro. É realmente lamentável ter que contar esta história, em nova versão para os nossos filhos e netos.
       Mas digo, cuidado!!! A qualquer hora poderá aparecer uma criada de Ali Babá e acabar com a farra!
               Antônio José Tavares. 

terça-feira, 17 de maio de 2016

Boa tarde a todos!

     = HOJE EM PENSAMENTO =

Por favor, não queira moldar-me!
Nem mesmo mudar-me.
Sou o que sou
Pedra dura polindo ao tempo.

Nasci livre
Imperfeito e com alguns acertos
Sou imutável, como imutável é o amor.

Do amor, eu não trouxe a sua beleza
Desfruto das suas inesgotáveis riquezas
Tenho sede de amar.

Amo a vida
As pessoas
A natureza
Os animais

Sou virtude
sou defeito
sou feito e desfeito
Sou um ser humano perfeito.

Na felicidade, sou livre, como livre é o condor
Canto, solfejo, assobio, grito
Sou suave como o silêncio.

Nas tristezas...
Tristeza... Acho que não a conheço
Talvez, momentos diferentes
Onde eu choro, oro,
Em Deus e nos amigos me consolo.

Viver em você...
É viver dupla alegria
São as minhas e as suas
é viver em harmonia.

Seus problemas, sua cruz, seu calvário
Dividimos o peso na caminhada
Tornando-se suportável a escalada.

Felicidade é como flores em meio as pedras
Só as contemplam, aqueles que sabem procurá-las.

Amo vocês mulheres
Fêmeas adoradas, que devem sempre ser amadas...
A cada amanhecer
Ao anoitecer
Ao contemplar das estrelas, da lua...
Nas noites frias de inverno
Amar a cada momento
É tão forte, é tão mágico.

Você que sabe amar com os olhos
Encanta-me
Encontro neles, a chamada do amor.

Amo você...
Que segura as minhas mão
Que desliza os lábios pelo meu rosto
Que abraça-me com sabor de mil desejos
E trás no beijo todo encanto dos sonhos.

Amar você a cada momento
Nas noites cálidas de amor infindo
Ou simplesmente, amar, amar e amar.


Cultive-me com carinho
E colherei em você as mais lindas flores
Mas por favor...
Não me molde
Nem mesmo me mude
Se isto acontecer, com certeza
Terei o meu “Eu” em pedaços
não me terá por inteiro.

Tonhotavares
                 = Projeto de amor =

             
Quero ser o teu ator
Que numa cena primeira
Busca na displicência do teu olhar
Um lampejo de esperança.

Quem sabe numa destas tardes chuvosas
Eu lhe ofereça o meu guarda-chuva
Colocarei a minha mão em teu ombro
Oferecendo a ti, o meu abrigo.

Se aceitares minha ajuda
Convidar-te-ei para uma xícara de café
Conversaremos assuntos diversos
Quem sabe a tua mão eu venha a tocar.

Não usarei frases feitas
Perdoe-me se eu vier a gaguejar
Será o início de um sonho
O romance estará no ar.

Com o passar dos dias
Encontros serão uma constante
Teatro, cinema, músicas e danças
Serão dias de encanto.

E se tu me convidares
Para um jantar a dois
Levarei para ti, um buque de flores
E muitos beijos, com certeza, lhe darei.

Se nesta noite não houver despedida
E os nossos corpos não ouvirem a razão
Faremos amor loucamente
Extravasando a nossa paixão.

Que pena ser um projeto sonhado
Será que sabes que eu existo?
Estarei aqui a tua espera
Até a derradeiro sonho, ainda não vivido.

Antônio José Tavares.  (Tonho)
Boa tarde a todos!

   = AMOR EM DEVANEIO =

Venha comigo, vou levá-la
ao mundo de sonhos.

No primeiro raio de luar
faremos a nossa escalada.
Brincaremos de roda com as estrelas.
Sobre a lua dançaremos de rosto colado.
Som, apenas o do amor no pé do ouvido solfejado.
No final do bailar, um beijo louco e molhado.
Beberemos, lá em cima, poesias mil,
que os loucos e apaixonados poetas,
caprichosamente deixaram-nas por lá.
Desceremos na grande colina
Lá, encontraremos numa pequena casinha,
onde a lua, por detrás estrategicamente, faz a sua retirada.
Tem um quarto simplesinho.
Uma pequena cama,
Uma mesa.
Duas cadeiras.
Dois criadinhos.
Nas janelas,
singelas cortinas de renda
branca, amarelada pelo tempo.
Um tapete de retalhos esparramado pelo chão.
Um cabide na parede...
Pra quê?
Roupas rolaram pelo chão.
Amor desvairado, feito , perfeito.
Corpos suados.
Abrimos à janela.
No horizonte a noite se desfaz da negra cortina.
Sorrindo, o raiar do sol nos convida
a mais um dia de amor.
Será a eterna felicidade!

Tonho Tavares

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Boa noite a todos

  = PARA VOCÊ MULHER AMADA =

Não é preciso de um milhão de desejos...
Milhares de beijos...
Para sentir o quanto eu te amo.

Mesmo que...
As nuvens escuras
Oculte o sol em sua exuberância...
Que as estrelas, (por desencanto), desnudem dos seus brilhos...
E as longas madrugadas padecidas em lágrimas marcarem presença...
E as manhãs mal amanhecidas despertarem sem flores...
Ainda assim eu a amaria.

Para você...
Poliria a cada uma das estrelas
Retirando delas os seus mais lindos brilhos.
Pintaria o céu com as cores do arco-íris.
Desenharia o sol em seu poente
Desvairando por detrás do mar.
Faria de todas as madrugadas fagueiras.
Plantaria as mais lindas flores debaixo de sua janela
Dentre todas você seria a mais bela.

Quem sabe um dia
Numa breve momento
Eu, de amor sedento
Declamarei para você estes versos.
Venha meu amor sonhado
Farei de te a minha mulher amada.

Tonhotavares
   =AMOR ATREVIDO =

   
    Veio pedir o meu amor?
Por favor... Pense bem!
Dele, não tenho nada a me orgulhar.
É muito atrevido, ele agarrara, afaga
e faz coisas que até Deus duvida.

Adora dar flores, dizendo-as “compradas”
Vai saber...
Invade o céu com um grande cesto,
colhe estrelas,
apanha sem permissão os raios da lua
e lhe entrega fazendo-se poeta.
É passageiro clandestino
que viaja às escondidas nas asas do sonho.
É ele, o exímio penetra
Rouba a alma
E como sem-teto
Apossa-se do seu coração.

Se o levar, vai se arrepender!
Sossego não mais terá.
Roubará a suas roupas
Derramará o teu suor,
Fará você gemer de prazer.

E para terminar, pense mais uma vez,
Ainda é tempo de desistir!
Ele adora atacar de madrugada...
Anestesia a sua alma,
enquanto você dorme
E rouba o seu corpo.

Se mesmo assim, depois de tantos defeitos
eu ter-lhe contado,
Ainda assim o quiser, lamento,
mas o que posso lhe dizer?

Vocês se merecem!
 
  Tonho Tavares"

     = A TRILHA =

Sou a trilha que segue...
Desnorteio... aliso, deslizo, tropeço.
Em quedas... com coragem reergo-me.
Evolvem-me...  as cores e os amores.
Curvo-me... as canções, orações e os versos.
Olhares maliciosos, entre frestas,
fascinam-me!
Não me importa onde devo chegar
Chegada e saída, com certeza, é o mesmo lugar.
Fortaleço-me com as agruras e grosserias
do tempo.
É “Dele” que extraio e absorvo o amor verdadeiro.
Olho para trás...  o passado é tão real quanto os sonhos
Existem, com certeza, nas lembranças.
Sigo em frente, traço rastros.
O futuro é uma incógnita...
Atrai-me, aguça os meus desejos.
O materialismo é carga pesada.
Sou levado pelos sentimentos.
Fico leve, vôo a favor do vento.
Milhares de trilhas se cruzam...
Caminhamos juntos um bom tempo
Alguns se perdem, ou completam seu destino.
Vou adiante, só Deus sabe onde devo chegar.


TONHO TAVARES
         = MEU CORAÇÃO =

Meu coração verseja
na amplitude das quimeras.
Em berço de poesia Ele repousa.
Costura, remenda sonhos quebrados
destila da alma a tinta
colori a vida.
Para o amor "Ele" constrói lindas passarelas.

Tonho Tavares.



Boa tarde a todos!

        = VOCÊ E EU =

Quero ser poesia!
Mergulhar em versos,
Passear pelo universo
Do realismo ao sonho.

Atravessar o oceano,
Viajar em alento,
buscar a cada momento
a magia do amor.

Irei à ilha encantada!
Eu, poesia molhada,
Serei enxugado por você, menina,
Com a toalha macia do teu corpo despido.

Ilha de estrelas, de luar, de sol irradiante.
Mundo de sonhador,
recheado de encantos.

Sob o luar, você,                                                                                       nua como uma deusa,
 enlouquece-me com a sua beleza.
Pobre, eu poesia colho estrelas,
faço pra ti uma grinalda de brilhos.
Busco os mais perfeitos raios da lua,
teço como um artesão
um lindo e prateado tiara pra ti.

Abraçamo-nos em encantado leito.
Lábios e corpos em fusão,
Eu poesia, você canção.

Tonho Tavares

sábado, 14 de maio de 2016

                         
       
 = A ESPERA =  

    Venha amor...
A noite já se faz caída.
A lua as estrelas
 esperam a sua chegada.

Ah!!!. se eu fosse de você...
Pelas mãos eu a conduziria
beijaria de leve os seus lábios
dançaríamos ao brilho das estrelas.

Nem a lua ou a noite de estrelas
nem mesmo o mar, todo iluminado
seria tão enfeitado quando o amor
que jorra pelos nossos corpos.


Nossas almas, com certeza, se alimentaria
desta exuberante noite de amor infindo.
um beijo carregado dos mais puros sentimentos
provocariam os mais latentes  desejos.

Despediríamos, da noite, da lua e das estrelas.
Em algum lugar, aos beijos, cada vez mais loucos
profanos, que sabe um pouco
numa paixão sem fim.

Venha....
Não me cansarei da espera
quem saber serão só as quimeras
de um alguém que vive em busca de ti.

Tonho Tavares.
 BOA TARDE A TODOS!

  = SAUDADE =

   Vai saudade...
Faça de mim o seu desafeto.
permita que o meu coração em paz se aquiete.

Vá...
Leve os seus pertences
são deles que vem o meu desalento.

Retire a tristeza
a dor que minha alma dilacera
recolha as minhas lágrimas
que por sua culpa foram derramadas.

Vá... vá... vá!
Mas por favor, não deixe este vazio que coroe o peito
na dor do abandono.
Não recolhas os beijos que no silêncio
tornaram-se eternos.
Deixe que eu reviva as noites de amor
quando nossos corpos se completavam
transportado-nos a um plano encantado.

Perdoe-me saudade!
não posso me separar de ti
és um caminho andado
em vários portos atracados
numa odisseia
de amor.

Saudade é viver o sonho...
do passado
do presente
e do tempo que ainda não chegou.

Por favor, fique comigo saudade
nossas vidas são um entrelace.
Sofro por ti saudade
Sofrimento maior é não viver uma saudade. .

Tonho Tavares.
            = QUER SER MEU AMOR =              
         
             Amar é derreter-se a cada toque
É flutuar a cada beijo
Sentir o corpo doer de desejos
No linear  da paixão.

Ah...
Como eu gostaria de fazer-te feliz!
Dar-te o meu coração para o repouso da tua alma
O meu colo nos momentos em que tu anseias por carinho
O meu quarto, o aconchego do nosso ninho.

Se tu me queres com amor
Faça-me teu companheiro...
Amante, amigo
Entregue-me todos os teus sonhos enternecidos
E serei para sempre o teu bem querer.


Tonho Tavares.
Bom dia a todos!


                = MINHAS MÃOS =

Mulher amada...
Toque as minhas mãos
Ousa o que “Elas” dizem...
Não as julgue pela aparência
calejadas, até mesmo maltratadas.
São capazes de revelar minha caminhada através do tempo. 

Foram forjadas ou moldadas pelos anos já vividos
Não conheceram a maciez 
da fina pele dos homens, pelo dinheiro, enriquecidos.

Quando estão “Elas”, ao comando do corpo
são duras como a rocha
funcional como uma máquina
capazes de transportar, moldar, criar, ou apenas auxiliar.

Não as julguem...

Quando são manuseadas pelo coração
podem ser suaves como a brisa.
habilidosas, carinhosas, levando-te ao delírio.

São “Elas” que escrevem as belas coisas da vida
Adoram enluarar-se, sentir o sopro macio da brisa
ofertar flores
 carregar-te para cama
percorrer todo o teu corpo.
Ficam leves, suaves, tal e qual uma pluma.

Elas também registram os versos, 
Que em minha alma repousam.
A cada calo, cicatrizes , que permanecem
muito me orgulho!
São “Elas” as minhas companheiras
tanto na aspereza da pedra 
quanto no deleite do teu corpo, mulher
nas nossas noites de amor. 

Tonho Tavares.

sexta-feira, 13 de maio de 2016

         = TE AMO =

                  Quero o teu colo...
Sentir as tuas mãos deslizando pelos meus cabelos.
Ouvir a tua respiração ofegante que pede por beijo.

Ah... Mais como eu quero!

Que sabe numa noite linda
De luar, de estrelas cadentes
Com todos os adornos que envolvem os românticos namorados?

Serão, com certeza, os nossos beijos
A incendiar nossos corpos
Na doce tormenta do amor.

Sabe amor meu...
Não importa se esta noite for chuvosa
Ausente estiver a rosa
Dia ou noite
Versos e prosa
Nada importa!

Seremos dois corpos a se amar
Num único coração a pulsar
Rompendo o silêncio que grita
O grito...
Te amarei eternamente!!!

Tonho Tavares.

Boa tarde a todos!

     = SONHO E FASCÍNIO =

O amor fascina...
Invade o corpo com tal leveza
Que sentimo-nos libertos ao vento..
Irmana com todos os bons sentimentos.
Destila felicidade
fazendo do outro a prioridade.
Sou eu novamente a divagar.

Vivo, rio, canto
Contemplo a lua e as estrelas
Busco a vida, o mundo
e tudo que o amor me revela.

O amor para ser puro, tem que ser singelo
Supera as lágrimas.
Pintando no rosto a esperança
que o sorriso emoldura.

Sou feliz pelo amor que minha alma cativa.
Amo a tudo e a todos.
Quem sabe num dia vindouro
 ainda serei priorizado?
Há de chegar este dia
que eu seja por este amor contemplado.

Amor tem que ser vida
e vida plena só a conhece
aquele que se é amado.

Tonho Tavares.

      = SONHAR E AMAR =

Amor não é conceito...
É aquilo que, com ou sem permissão, agarra dentro do peito
Fazendo-nos rir ou chorar...
Será bênção ou maldição?
Quiçá nos punir,
Ou talvez a nossa vida enfeitar?
O que eu sei é que é impossível não amar.
 
Minha falta de conceito...
 não sei se é certo ou um defeito
O lema é amar, amar e amar.
Dias a fora, com beijos fáceis,
Com abraços arrochados
Com ou sem motivo
Nas chamadas do amor.

Recitar versos na simplicidade da alma
Ouvir com o coração cheio de bondade
As lamúrias, os desejos, os anseios
Os sonhos recentes ou do passado
Realizar... se puder!
O que vale é: Juntos sempre sonhar.

Sentir os nossos corpos em chamas
Os corações descompassados
Os olhos com intensos brilhos
Na explosão do puro ao profano
Na cama
Ou em qualquer lugar
Viver a intensidade do momento
No frenesi do amor.

Não se podem desperdiçar fragmentos pela vida
Não deixar que dissabores virem feridas
Que inflamam
Doem
E o amor derrama...
E o vazio consuma partes de nossas vidas.

Não sei se sou um poeta ou um louco
Deste amor eu sou inculto
O que me resta é sonhar.

Tonho Tavares
     = SAUDADE =

Vá, ó saudade!
Faça de mim o seu desafeto!
Permita que o meu coração em paz se aquiete.

Vá!
Leve os seus pertences!
São deles que vêm o meu tormento.

Retire a tristeza;
a dor que minha alma dilacera;
recolha as minhas lágrimas,
que, por sua culpa, foram derramadas.

Vá!  Vá!  Vá!
Mas, por favor, não deixe este vazio que corrói o peito
na dor do abandono.
Não recolhas os beijos que, no silêncio,
tornaram-se eternos.
Deixe que eu reviva as noites de amor,
quando nossos corpos se completavam,
transportando-nos a um plano encantado.

Perdoe-me, saudade!
Não posso me separar de ti.
Você é um caminho andado!
Em vários portos atracados
numa odisseia
de amor.

Saudade é viver o sonho...
do passado,
do presente
e do tempo que ainda não chegou.

Por favor, fique comigo, saudade!
Nossas vidas são um entrelace.
Sofro por você, ó companheira!
Sofrimento maior é nunca ter razão para sentir saudade.


Tonho Tavares.
Bom dia a todos!

                = Minhas quimeras =
         Hoje me surpreendi em devaneios...
Até aí, nada de extraordinário para quem vive em sonhos.
     Dei asas à minha imaginação...
Subindo a rua, pude ver do outro lado, uma senhora que varria sua calçada, sorrindo, disse-me em alta voz: _“Bom dia meu amigo!”
Atravessei a rua e lhe dei um beijo carinhoso na fronte.
Segui o meu caminho...
       Não muito distante, uma senhorinha, de lindos cabelos grisalhos, cuidava de seu jardim. A água, tal qual névoa, formava ao sol, as cores do arco-íris. Um bom dia eu a desejei! Gratificante fora a minha surpresa! Ela sorrindo, acenou com as mãos, chamando-me para perto, abraçou-me, ofertando-me uma linda rosa que povoava o seu jardim. Entrei no mais profundo de minha alma, arrepiei-me com tanto amor-irmão. Continuando a caminhada, um carro muito bonito, destes que só é visto com pessoas afortunadas, parou ao meu lado, um jovem desembarcou, elogiou a flor que vaidoso eu exibia. A ele, contei a origem dela; aquele elegante homem, disse-me: “Amigo, não tenho uma flor para lhe oferecer. Flores são colhidas por pessoas especiais, mas, no entanto, tenho dois braços que por Deus foram-me concedidos. Com eles posso dar-lhe o que de melhor habita em mim, o carinho através do abraço; abraçamo-nos, sentimos com um só coração, coisas de nosso Pai Celeste. Cheguei à padaria: ali, parecia uma grande festa de confraternização, todos riam, se abraçavam, abençoando-se mutuamente. Foi lindo!
Voltando, encontrei com uma jovem senhora que empurrava sua carrocinha de recicláveis. Não perdi tempo! Fui ao seu encontro; um pequeno rádio a pilha, tocava uma bela canção.  Peguei-a pelos braços e disse-lhe: “Concede-me esta dança, minha jovem senhora?” “É claro, meu jovem senhor!” Dançamos pela rua aos olhos brilhosos dos transeuntes. Em pouco tempo, todos se ajuntaram a nós, transformando as ruas e, posteriormente, toda a cidade, num grande salão de baile.
          Voltando para casa, pude perceber que tudo continuava como dantes, isto, eu não podia mudar... A senhora continuava varrendo a sua calçada, a senhorinha, regando suas plantas, o jovem abastado, com seu lindo carrão, a padaria com seus fregueses, a jovem senhora continuava com sua carrocinha de recicláveis. Aprendi que tudo é composição do mundo... parece imutável, mas, os sonhos de levar a felicidade! Dependem de mim, de você e de nós todos.
        Podemos encontrar a plenitude da vida quando absorvemos o amor... Só assim, nos doaremos por inteiro.

Tonho Tavares.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

       = SONHOS INCOMPLETO =

Sou...
 Estou...
 Ou me fiz assim?
Acordei...
Meu corpo e alma
ávidos de amor flagelam.
Lembrei-me da noite,
não passada,
vivida em quimera.
Sonho, de segundos ou minutos
eternizam o momento.
Eu, já envilecido, não me liberto deste doce tormento.
Com certeza, foi você minha musa, que povoou-me em sonho.
Seu corpo, juntinho ao meu,
pude sentir o perfume, que imaginei em você.
Seus beijos delicados ensandeciam-me por inteiro.
Seu rosto ao meu colado sussurrava baixinho
palavras lindas de amor.
Ainda posso sentir a maciez de sua pele.
Nossos passos lentos ao dançarmos um bolero.
Na cama, anelava o momento.
Acordei... injustiça!
Eu só, deitado fiquei a completar com os meus devaneios.

Tonho Tavares
               = SEUS OLHOS =

Eu quero estes olhos
Que despem meu corpo,
Que penetram minh’alma
e os sentimentos revelam.

Olhos que percorrem caminhos,
Que buscam os carinhos,
Que concedem o corpo
E se amortecem de prazer
ao gozo.

Olhos que recitam versos
Que trazem do universo
Uma estrela só pra mim.

Eu quero...
E como quero!

Se me deres estes olhos...
Dar-te-ei...
...o meu corpo,
...minha alma,
...meu sorriso.
Se tudo isso for pouco,
eu darei de troco
o meu coração, só pra ti.

Tonho Tavares.
     = CAMINHOS DO AMOR =

 Não sei se me faço sorriso,
ou me desfaço em amor...
Seguirei pelos caminhos da vida,
ou me perderei em sonho...

A vida se afunila.
Os caminhos são vários.
ir para onde?
Dói a alma quando não se é esperado.

Ao longe, a casinha da colina
A cachoeira dos sonhos
O jardim de belas flores
Os beijos perdidos
Lábios ressequidos e ainda sedentos.

De mãos entrelaçadas,
queria eu, sob as estrelas, a lua,
ou em qualquer lugar, passear .
Bronzear os nossos beijos
no raio de luar.

Pelos meus olhos passeastes,
neles,  a trilha que a levou ao meu coração.

Sou o fruto maduro.
Não tenho o amargo gosto.
Semearei as minhas sementes.
Quem sabe, alguém displicente,
fértil, a absorva e
em seu coração venha a germinar.

Tonho Tavares
Boa noite a todos!

     = CAMINHOS DO AMOR =

 Não sei se me faço sorriso,
ou me desfaço em amor...
Seguirei pelos caminhos da vida,
ou me perderei em sonho...

A vida se afunila.
Os caminhos são vários.
ir para onde?
Dói a alma quando não se é esperado.

Ao longe, a casinha da colina
A cachoeira dos sonhos
O jardim de belas flores
Os beijos perdidos
Lábios ressequidos e ainda sedentos.

De mãos entrelaçadas,
queria eu, sob as estrelas, a lua,
ou em qualquer lugar, passear .
Bronzear os nossos beijos
no raio de luar.

Pelos meus olhos passeastes,
neles,  a trilha que a levou ao meu coração.

Sou o fruto maduro.
Não tenho o amargo gosto.
Semearei as minhas sementes.
Quem sabe, alguém displicente,
fértil, a absorva e
em seu coração venha a germinar.

Tonho Tavares

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Boa tarde a todos! Vamos devanear?

= QUERO O SEU AMOR =

Em mim...
Jogue todo o seu amor
Não tenha dó nem medo.
Se machucar-me...
Devo apenas chorar.

Meu coração bombeia desejos.
Em minhas veias,
Corre o bem querer.
Em meu ser o doce sabor de amar.

Pegue o seu amor
Embrulhe-o em meus sonhos
e atire...
Se faltar-me fôlego
Se meus olhos fizerem chorar
Se a minha voz vier a falhar
Não se assuste...
É culpa deste louco desejo
de um dia lhe encontrar.

Tonho Tavares
boa tarde a todos!

= DESEJOS =

Invada o meu corpo
Minha alma
Sem pudor, com amor.
Acenda o brilho dos meus olhos
enlouquecidos.
Faz me valer a vida,
com a sofreguidão,
de quem, não mais, se permitirá a partida.

Tonho Tavares.
Bom dia a todos!

          = CORAÇÃO SONHADOR =

   Venha...
Dê-me a tua mão.
Navegaremos por águas mansas do amor.
A cada dia, frases lindas e tocantes que se completam com beijos.
A cada noite, olhos de intenso brilho, a felicidade revela.
Deixe-me acariciar o teu rosto, os teus cabelos
Palavras e carinho, nunca podem silenciar-se.
Vamos contemplar as flores, passear por entre os jardins...
Margaridas, Rosas, Dálias, Amarílis, são flores que plantei para ti.
Se os nossos corpos sentirem desejos,
E o amor nos dominar,
Daremos ali mesmo o beijo,
Como é puro o direito amar!

Em casa, a mesa, lado a lado, degustando cafezinho
que com amor eu mesmo preparei
Serão, ao sabor, muitos beijinhos
Com tanto amor e sofreguidão
Para cama eu a levarei.

Pena ser tudo um sonho!
Foi o meu coração que inventou
O Amor não admite tristeza
É Dele a esperança sem fim.

Tonho Tavares
Bom dia a todos! Como é bom sonhar!

= VOCÊ E EU =

Quero ser poesia!
Mergulhar em versos,
Passear pelo universo
Do realismo ao sonho.

Atravessar o oceano,
Viajar em alento,
buscar a cada momento
a magia do amor.

Irei à ilha encantada!
Eu, poesia molhada,
Serei enxugado por você, menina,
Com a toalha macia do teu corpo despido.

Ilha de estrelas, de luar, de sol irradiante.
Mundo de sonhador,
recheado de encantos.

Sob o luar, você,                                                                                       nua como uma deusa,
 enlouquece-me com a sua beleza.
Pobre, eu poesia colho estrelas,
faço pra ti uma grinalda de brilhos.
Busco os mais perfeitos raios da lua,
teço como um artesão
um lindo e prateado echarpe para você. .

Abraçamo-nos em encantado leito.
Lábios e corpos em fusão,
Eu poesia, você canção.

Tonho Tavares
 Bom dia a todos!

    = COLO DE AMOR =

De colo eu careço.
Meu pensamento quer repouso,
os mais belos sonhos,
precisam ser massageados
sentir o meu corpo, transcendendo,
em busca do seu.

Colo,
é que nem poesia,
retira, lá do fundo, a alma,
e alimenta o amor.

Colo que se faz ausente.
Felicidade fica em semente,
aprisionados, os sonhos,
padecem.

Venha libertar os meus sonhos.
Juntos, cultivaremos as sementes.
Em grandes cachos, colheremos,
a felicidade.  

Tonho Tavares

terça-feira, 10 de maio de 2016

Boa tarde a todos! Beijos no coração

= vida, rosa e espinhos =

O mundo não ofereceu-me flores
E nem mesmo os espinhos.
Ao colher a rosa, assumo, maravilhei-me com tal exuberância!
Em descuido ou acaso, machuquei-me.

Vale-me a vida... a luz do amor!
Se tempestuosa parece,
Clareia minha alma, a dor.

Sou filho do tempo
Meu é um pequenino espaço!
Extraiu, em tudo, a essência da vida
Busco como guarida, o amor.

Se o Santo Espírito faz-me morada
Pouco, perturba-me a dor.
A rosa trouxe-me a beleza infinda
O espinho, o respeito causou.

De meu cultivo lhe darei as flores
Delas, o sorriso de Deus, alegrando o nosso jardim
Guardarei com carinho os espinhos
Parte deles fizeram-me assim.

Tonho Tavares.
Bom dia para vocês, que como eu, gostam de sonhar!

      = MULHER SONHO =

Não é preciso de um milhão de desejos...
Milhares de beijos...
Para sentir o quanto eu te amo.

Mesmo que...
As nuvens escuras
Oculte o sol em sua exuberância...
Que as estrelas, (por desencanto), desnudem dos seus brilhos...
E as longas madrugadas padecidas em lágrimas marcarem presença...
E as manhãs mal amanhecidas despertarem sem flores...
Ainda assim eu a amaria.

Para você...
Poliria a cada uma das estrelas
Retirando delas os seus mais lindos brilhos.
Pintaria o céu com as cores do arco-íris.
Desenharia o sol em seu poente
Desvairando por detrás do mar.
Faria de todas as madrugadas fagueiras.
Plantaria as mais lindas flores debaixo de sua janela
Dentre todas você seria a mais bela.

Quem sabe um dia
Numa breve momento
Eu, de amor sedento
Declamarei para você estes versos.
Venha meu amor sonhado
Farei de te a minha mulher amada.

Tonho tavares
Bom dia a todos!

   = VAZIO DA ALMA =

Hoje acordei sem poesia
Coração ausente
Alma vazia.

Senti-me só e carente.
Procurei solver-me
Nada fazia sentido.

A manhã estava linda
Pássaros em revoadas
Céu de um azul intenso
Poetas inspirados teciam os seu versos.

Peguei o carro
Fui até a cachoeira
Sentei-me na sombra da mais frondosa arvore
A brisa fresca soprava o meu corpo.

Estendi os meus olhos a imensidão
Fui em busca dos meus ausentes  sonhos
Cheguei em meu cantinho encantado
Na certeza de novas ilusões.

Uma sessação de alívio pairava sobre minha alma
Andei pelos floridos vales
Ouvi o gaitear das cascatas
Maravilhei-me com aquele encantado lugar.

Voltei a pequena cabana
Aquela,  lá à beira do lago
Adentrei, tudo estava como dantes

A lareira
O tapete
A rústica mesa de madeira
Com apenas duas cadeiras.

Cheguei ao quarto...
O catre com uma colcha de retalho estendida
Dois criadinhos mudos na parede encostado
Dois cabides
no teto um candelabro iluminado a velas
Na janela uma cortina amarelada pelo tempo
Do lado de fora, um jardim de margaridas florido.

Que paz!
Estava tudo quase perfeito
O que faltava, não eram os sonhos
Era você,  mulher amada.

Tonhotavares
Bom dia a todos!

  = SUAVE BRISA =

A refrescante brisa
sopra o meu corpo suado.
São murmúrios do silêncio
de um amor chegado.

Suas delicadas mãos
Escorrem pelo meu corpo
Roubado minh’alma
Na candura do amor!


Faz-me o seu amor eterno
Flutuaremos em nau de vento
E buscaremos o tesouro
que o tempo nos reservou.

Serei o eu
dos teus versos.
A ti,
farei poesia

Iremos
Visitar as estrelas
Em noites enluaradas.
Você e eu, em um só ser
Navegando no mar
do encantado.
É o sentimento por toda a vida
Nós, eternos namorados.

Tonho Tavares

segunda-feira, 9 de maio de 2016

    = VER A VIDA =

Eu vi o tempo...
Passado rápido como o vento
Levando os bons e maus momentos
Despindo-me das ilusões.

Eu vi a vida...
Bordando o dia
esculpindo o corpo
moldando a alma.

Eu vi o dia...
Era ontem...
Levava o em suas entranhas o amargo da perda
E o doce sabor do amor.

Eu vi o amanhã...
Pintado em branco
Pedia por sonhos
Esperando paciente por nós.

Eu vi o hoje...
Era noite...era dia...
Era o amor que renascia
Do ontem um mar de esperança
No amanhã, semeava sonhos
Dava-me as escolhas
Que certamente desaguará no lago do destinos.

Tonhotavares
   Boa tarde a todos!

= BEIJOS =

Eu quero um beijo
de tamanho...
bem grandão.
Daqueles que os olhos amortecem
ouvi-se os sinos
acelera o coração.

Se não puderes dar-me o beijo
beijá-la, permita-me
por favor!
Sem tempo
Sem prazo.

Se acaso acanhada sentires
Deixe que eu a conduza...
Levar-te-ei tal e qual um exímio dançarino.
Sentiras leve como pluma ao vento
Se o beijo não me negar
beijaremos...
porquanto houver amanhecer.

Tonho Tavares
Boa tarde  todos!

     = CORAÇÃO MEU =

Coração meu...
Que vagueia por trilhas
Viaja tão distante
Onde o meu querer,  não o alcança.

Coração meu...
Rasga o véu da esperança
Suspira, navega em águas
Rasas, profundas,
Límpidas e turvas.

Coração meu...
Despiu a minha alma
Numa explicita nudez
Como uma meretriz
Dança ao gosto do seu querer.

Coração meu...
Adestrá-lo, seria o vazio
Reprimi-lo,  perderia a razão.


Por você mulher
Ele se enamorou
Riscou o mar, foi ao céu, sofreu, chorou
Nesta busca quase louca
A você, ele se entregou.

Tonho tavares
 Boa tarde a todos!

   = A FLOR =

 Venha minha querida...
Quero lhe dar uma flor
Não colhi em meu jardim
É uma simples flor silvestre
Tão bela!
Igual eu nunca vi.

Busquei-a lá na mata
Tão distante!
Lá onde sussurra o vento
Tem sonhos em cacho
E o Amor floresce a todo tempo.

Tem uma fonte e uma cascata
De águas tão límpidas e transparente
Quem saciar ali sua sede
Felicidade terá a contento.

Lá, um velho chamado tempo
Conta lindas histórias de amor
Da vida ele tudo conhece
Foi dele que ganhei a flor.

Tonhotavares

quinta-feira, 5 de maio de 2016

    = DESEJOS E QUIMERAS =  

             A tua espera eu estou
desejando este teu lindo olhar profundo
Invadindo o meu mundo.

Venha!
Preencha o meu coração
Sem ti, ele torna-se vazio.
Na ausência tua, ele calado, de saudade padece.

Cantei alto, joguei minha voz ao vento
Quem sabe em alento
Ainda que em sussurro, a ti, ele a fará escutar.

Quisera eu, nesta hora, neste agora
Em beija-flor eu me transformar.
Voar na velocidade dos sonhos
Com a delicadeza do pequeno pássaro
Os teus lábios eu beijar.

Ainda nesta mesma quimera
Em cada beijo, a entrega
Com ternura, hei de te amar.

Estarei em estado encantado
Os teus lábios, por mim, beijados
Quiçá em teu homem amado
Eu possa a me tornar.

Tonho.
BOA NOITE A TODOS!  

           = DESCULPE-ME SENHOR TEMPO =

Hoje pedi licença ao tempo...
Ignorei as linhas e os assentos
As acurvas e retas
Palavras tortas ou certas
Fazia-se noite ou dia
Dinheiro, luxo, pobreza, e daí?
Só você existia!

O que importava se batia à porta
Se existia guerra
Eminente era a paz
Até mesmo as flores, eu as ignorei
Não ouvi a voz do vento
Tudo ficou no tempo
Só para lhe amar!

No aconchego dos meus braços
Sem perder o compasso
De rosto colado
Começamos a dançar.

Seu corpo, meu corpo
Num diálogo de toques e desejos
De suspiros e beijos
Numa paixão sem fim.

Você sentada em meu colo
Esparramamos pelo solo
Beijos e mais beijos
Aguçaram todos os desejos
Intenso, irresponsável  e delicioso, era o amor!

Desculpe-me senhor tempo
Foram meus loucos pensamentos
Que fizeram, eu de ti, licenciar.

Tonho Tavares.
BOA TARDE A TODOS!

   = Sonhos beijos e desejos =

Quero você...
Na cama...
Em chamas...
Na loucura de amantes apaixonados.

Cultivarei todos os desejos e sonhos
que há dentro de ti.
Nas manhas, lhe darei mil beijos.
De dedos entrelaçados
como eternos namorados
esparramaremos mansos passos
de quem nunca espera o fim da jornada.

Terás beijos nas madrugadas...
Beijos e beijos
apenas pelos desejos
de sempre beijar.

Amor e desejo
Encanta o corpo e alma
Inspirando-nos a sonhar.

Meus sonhos são ateados
quem sabe se materializados
encontre você
e juntos
no mesmo sonhos
Possamos embarcar?

Tonho Tavares.


    = MOMENTOS E DEVANEIOS =

Estou à mercê de meus pensamentos.
Não sei se por muito tempo
Quiçá, por um único momento?

Em devaneios
Sonho, rio e questiono
Nada soluciono
É uma enxurrada de vozes
Algumas loucas
Outras da boca
Da alma são tão poucas.

Certo...
Concreto...
Só o amor em meu pensar é correto.

Quando louco...
Pastoreio a lua e as estrelas
Desato a grande cutina negra da noite
Em tons prateados, eu a bordo
Para que o cenário venha lhe encantar.

Neste desvairado pensamento...
Coloca-nos
Lado a lado
Lábios colados
Lá na praia
Esperando que o sol venha nos espiar.

Meus sonhos comigo nasceram
Juntos, envelhecemos
Se por ventura julga-me insano
Sou feliz
Pois nunca deixei de amar!

Tonho Tavares..

   

    = A LUA E EU =          

Certo dia,
 a lua e eu,
 em breve prosa,
trocávamos palavras em olhares confidentes...
_ Diz-me, amiga minha...
Tu, com tal beleza,
 por que vagueia tão sozinha?

Tens o dom do encantamento,
inspira os poetas.
Dos enamorados
ouvistes tantas juras de amor!

Tu, minha linda menina,
sempre nos encanta!
Às vezes cheia, enorme, arranca suspiros de saudade
 de um amor que se fez ausente, quem sabe distante?
Minguante ficando estreita, tal e qual uma conchinha.
Em cada quarto, completa o seu ciclo
 em singular beleza.

Sabes que lhe invejo, minha querida amiga?
Tu sabes enfeitiçar a tudo e a todos,
 dando um tom de magia por onde passa.
Até o poderoso mar se acalma
fazendo silenciar as suas ondas.

 No lago, como um enorme espelho Iluminado
 reflete a tua imagem.
Sei que vaidosa, ali, dá uma longa espiada!
 Serras e montes se curvam à sua chegada
Em festa, as árvores balançam as suas ramagens.

Quando tu passares por ela, tu bem sabes de quem eu falo...
Ela mesma, a minha mulher sonhada e amada.
Diga a ela, que venha enluarar-se comigo
Terás os meus braços e o meu corpo, por abrigo
Meus lábios insaciáveis, enlouquecidos de desejo
Cobrir-lhe-ão com milhares de beijos!
Sabe minha amiga...
serão tantas juras e palavras, que só mesmo em poemas
poderão ser reveladas.

Minha amiga, falei muito
Não ouvi o porquê de tua solidão?
Gosta de estar a sós, ou, é uma eterna apaixonada?

_ Meu amigo...
Devo satisfazer a tua curiosidade...
Sou eu, assim como sou, vaidosa e faceira
Tenho tudo como companheira.
Adoro ouvir os galanteios dos poetas
Ser fonte de inspiração para os beijos
Despertar os desejos
Carrego comigo o pó do eterno e romântico amor
quem dele se contamina, suspira, e a sensibilidade lhe aflora
O amor paira como uma linda nuvem clara em dias de primavera.

Sou iluminada pelo sol
Dele, recebo os teus calorosos abraços
Dançamos no mesmo compasso
Enfeitando a terra e o firmamento.
Brinco de roda com as estrelas
Cochichamos, fofocamos
deliramos a cada lindo caso de amor!
Por vezes, choramos, aquele amor que se findou.

Somos nós as anfitriãs das noites de magia.
Nascemos eternas, não vivemos por alguns dias.
Assistimos muitos romances de reis com rainhas,
Príncipes e princesas.
Do palácio até os mais humildes dos enamorados...
Enfeitamos a todos, com o mesmo cuidado
para que o amor se tone infindo.

Solidão... não conheço tal desfecho!
Nunca me aborreço.
O amor é caro e não tem preço.
Tenho pena de quem vive só!
Não por falta de companhia
fechou-se todavia
deixando o amor lá fora
donde não se sente
nem mesmo os olhos de sua alma podem ver.

Devo continuar minha caminhada.
Se um dia eu o encontrar junto a ela
baterei em tua janela e,
Como oferta, lhes darei uma linda noite de amor!

Tonho Tavares.

 
Bom dia a todos!

=VIVER OS SONHOS =

Fui à casa dos sonhos.
A porta não bati, entrei.
Quantas belezas guardadas!
Felicidades voavam pelos ares...
Tentei agarrá-las, mas
Eram de fumaça.
Você estava em todos os cantos,
um encanto.
Quando me aproximava,
Esvaia-se como magia.

Senti naquele instante
O prelúdio do amor.
Minha alma ali reluzia,
Era tão real que com as mãos eu a toquei.
Seu coração se aproximou,
Aconchegou-se ao meu.
Eu os vi levitar.

Dizem que os sonhos são dos loucos,
Que o amor é tão pouco...
Serei um louco?
Acredito que o amor
É grande, mas tão grande
Que, repartindo
A cada um, cabe um pouco e,
ainda que não seja o bastante, é infindo.

Ao voltar dos sonhos,
Pouco eu trouxe
E muito colhi.
Você persistiu em meu caminho.
Enfeitando meus dias.
Mesmo só,
Nunca mais me encontrei
sozinho.

Antônio Tavares