sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

  = CAMINHOS DO AMOR =

Não sei se me faço sorriso,
ou me desfaço em amor...
Seguirei pelos caminhos da vida,
ou me perderei em sonho...

A vida se afunila.
Os caminhos são vários.
ir para onde?
Dói a alma quando não se é esperado.

Ao longe, a casinha da colina
A cachoeira dos sonhos
O jardim de belas flores
Os beijos perdidos
Lábios ressequidos e ainda sedentos.

De mãos entrelaçadas,
queria eu, sob as estrelas, a lua, 
ou em qualquer lugar, passear .
Bronzear os nossos beijos 
no raio de luar.

Pelos meus olhos passeastes, 
neles,  a trilha que a levou ao meu coração.

Sou o fruto maduro.
Não tenho o amargo gosto.
Semearei as minhas sementes.
Quem sabe, alguém displicente,
fértil, a absorva e
em seu coração venha a germinar.

Tonho Tavares
     = QUERO O SEU AMOR = 

Em mim...
Jogue todo o seu amor
Não tenha dó nem medo.
Se machucar-me...
Devo apenas chorar.

Meu coração bombeia desejos.
Em minhas veias,
Corre o bem querer.
Em meu ser o doce sabor de amar.

Pegue o seu amor
Embrulhe-o em meus sonhos
e atire...
Se faltar-me fôlego
Se meus olhos fizerem chorar
Se a minha voz vier a falhar
Não se assuste...
É culpa deste louco desejo 
de um dia lhe encontrar.

Tonho Tavares
    = EM BUSCA DO AMOR =

Sou o errante caminheiro
no deserto perdido,
sedento, busco o oásis.
Preciso saciar minha sede.
Nos lábios teus, encontrarei a fonte.
Em teu corpo, o alimento.
Em teu amor, a essência vivificante
de uma paixão.

Invada o meu corpo...
Minha alma...
Sem pudor, com amor.
Acenda o brilho dos meus olhos
enlouquecidos.
Faz me valer a vida,
com a sofreguidão,
de quem, não mais, se permitirá a partida.

Tonho Tavares.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016


  = CORAÇÃO SONHADOR = 

   Venha...
Dê-me a tua mão.
Navegaremos por águas mansas do amor.
A cada dia, frases lindas e tocantes que se completam com beijos.
A cada noite, olhos de intenso brilho, a felicidade revela.
Deixe-me acariciar o teu rosto, os teus cabelos
Palavras e carinho, nunca podem silenciar-se.
Vamos contemplar as flores, passear por entre os jardins...
Margaridas, Rosas, Dálias, Amarílis, são flores que plantei para ti.
Se os nossos corpos sentirem desejos,
E o amor nos dominar,
Daremos ali mesmo o beijo, 
Como é puro o direito amar!

Em casa, a mesa, lado a lado, degustando cafezinho
que com amor eu mesmo preparei
Serão, ao sabor, muitos beijinhos
Com tanto amor e sofreguidão
Para cama eu a levarei.

Pena ser tudo um sonho!
Foi o meu coração que inventou
O Amor não admite tristeza
É Dele a esperança sem fim. 

Tonho Tavares

Boa tarde a todos! Como é bom sonhar!

  = VOCÊ E EU =

Quero ser poesia!
Mergulhar em versos,
Passear pelo universo
Do realismo ao sonho.

Atravessar o oceano,
Viajar em alento,
buscar a cada momento
a magia do amor.

Irei à ilha encantada!
Eu, poesia molhada,
Serei enxugado por você, menina,
Com a toalha macia do teu corpo despido.

Ilha de estrelas, de luar, de sol irradiante. 
Mundo de sonhador,
recheado de encantos.
Sob o luar, você, nua como uma deusa,
 enlouquece-me com a sua beleza.
Pobre, eu poesia colho estrelas,
faço pra ti uma grinalda de brilhos.
Busco os mais perfeitos raios da lua,
teço como um artesão
um lindo e prateado echarpe para você. .

Abraçamo-nos em encantado leito.
Lábios e corpos em fusão,
Eu poesia, você canção.

Tonho Tavares

                                                             = COLO DE AMOR =

De colo eu careço.
Meu pensamento quer repouso,
os mais belos sonhos,
precisam ser massageados
sentir o meu corpo, transcendendo,
em busca do seu.

Colo,
é que nem poesia,
retira, lá do fundo, a alma,
e alimenta o amor.

Colo que se faz ausente.
Felicidade fica em semente,
aprisionados, os sonhos,
padecem.

Venha libertar os meus sonhos.
Juntos, cultivaremos as sementes.
Em grandes cachos, colheremos, 
a felicidade.   

Tonho Tavares

Boa tarde a todos! Beijos no coração!

           =VIDA, ROSAS E ESPINHOS =

O mundo não ofereceu-me flores
E nem mesmo os espinhos.
Ao colher a rosa, assumo, maravilhei-me com tal exuberância!
Em descuido ou acaso, machuquei-me. 

Vale-me a vida... a luz do amor!
Se tempestuosa parece,
Clareia minha alma, a dor.

Sou filho do tempo
Meu é um pequenino espaço!
Extraiu, em tudo, a essência da vida
Busco como guarida, o amor. 

Se o Santo Espírito faz-me morada
Pouco, perturba-me a dor.
A rosa trouxe-me a beleza infinda
O espinho, o respeito causou. 

De meu cultivo lhe darei as flores
Delas, o sorriso de Deus, alegrando o nosso jardim
Guardarei com carinho os espinhos
Parte deles fizeram-me assim.

Tonho Tavares...