segunda-feira, 2 de novembro de 2015

   = VAMOS DANÇAR =

Irei buscá-la à noite
Estarei leve como um sonho
Nas mãos, uma rosa em botão
No rosto, um sorriso das manhãs de primavera.

Não lhe direi o quanto a amo.
O amor exalante da minha pele 
E o brilho do meu olhar
Irão de encontro aos mais profundos dos teus desejos.

 Sem palavras, dar-te-ei um longo beijo.
Pelas mãos, eu a tomarei
Até o grande salão iluminado pela lua
Adornado por lindas estrelas
Algumas cadentes riscam o cenário
Numa beleza sem igual.
Um violino tímido 
Entoará uma valsa de Strauss
Uma grande orquestra
Surgirá como por encanto
Tomando parte do encantado 
Momento.
Dançaremos como lordes
Final da noite
De volta a casa
Tudo na maior perfeição.
Na alcova
Sem requinte, sem glamour
Sem orquestra, sem lua e estrelas
Na penumbra do quarto
Roupas ao chão
Cama em desalinho
Nossos corpos suados
De excitação, enlouquecidos.
Momentos de pura paixão.

Tonho tavares.