quinta-feira, 9 de julho de 2015



EU, A TUA ESPERA. 

Amor!
Vá até a janela
Veja a pequena e reluzente estrela
Que no céu se revela.


Siga-a!
Seu corpo se fará leve
Tão leve quanto seda ao vento.
Ornamentei para ti
Um caminho de rosas e estrelas.

Ousa!
Pedi ao vento
Que lhe recite encantadores versos.
Pedi também
Aos passáros e anjos
Que num grande coral
Cante para ti
A nossa canção de amor.

Chegará em sonho
num encantado castelo
Que eu mesmo contrui para ti.
Verás um novo mundo
De magia e luzes.

Alí,
Sentirá o perfume do meu coração enamorado.
Não se intimide... 
Ouse!
Atravesse a grande alameda
Cercada de flores
Que foram regadas com as minhas lágrimas
De saudades...
Chegará num grande salão.
Um reluzente 
E enorme candelábrio
ao centro 
Com centenas de velas.
Com lábios sedentos de beijos
Eu, que sempre estive a tua espera.

Tonho Tavares