sexta-feira, 26 de junho de 2015


AMOR SEM FINAL. 

Não espero que você venha em brilhos de estelas
Nem tão pouco em raios de luar
Seu brilho é tão forte
Pois consegue a minh’alma iluminar.

Com magia ocupastes os meus sonhos
Acalmando este inquieto coração
Trás em mim, do amor, toda a esperança
De um hoje terno e sem final.

Guardei para você todas as flores
Não colhi, estão todas em meu jardim
Se cultivarmos e regamos com ardor
Certamente a florada não terá fim.

Em meu coração plantarei uma roseira
Serás dela a cultivadora
Se com zelo, com amor e esperança, adubá-la
Colherás todas as noites lindas flores 


Seu nome... bem...
Prefiro chamá-la de amada quimera 
Materializada em meus mais lindos devaneios
Venha logo, sem nenhuma demora 
E será com certeza
O amor concreto, saciado de sonhos. 

Tonhotavares