domingo, 31 de maio de 2015


ESPERANÇA DO QUERER.

Eu queria...
...Um amanhecer de primavera
...Com flores silvestres revestindo toda a terra
...Assistir o reflexo do sol na gota de orvalho adormecida.

Eu queria...
...Desejar um bom dia para a vida
...Sentir o perfume de todas as flores, daquele imenso jardim florido.
...Sem camisa, no frescor da manhã, abrir os meus braços de frente para o sol, abraçar com carinho a mãe natureza.

Eu queria...
...Tomar emprestado centenas de flores
... Adentrar em casa de mansinho
... Invadir o seu quarto, onde você linda mulher, quase despida, em seu derradeiro sono, quem sabe nos seus sonhos daquele instante, seja eu o protagonista.
...Enfeitarei o seu leito, o espelho, o seu banho, com flores.
...Do quarto a cozinha, adornarei todo o caminho, fazendo de você mulher amada, a minha rainha.

Eu queria...
...Acender o fogão a lenha, ferver a água em chaleira de ferro
...Passar o café em coador de pano, servi-lo em bule esmaltado, preparar a bandeja, com todas as iguarias da roça, pão de queijo, broa de fubá, de queijo, biscoitinhos, quebra-quebra e de polvilho, leite e o queijo, muitas frutas de época e levar tudo isto para você.

Eu queria...
...Acordá-la com mil beijos, satisfazer todos os seus desejos matinais, ir para banho com você, tomar café ali na cama, ouvir de você dizer... “eu te amo”
...Sairmos juntos para o campo, correr sobre a relva molhada, chegarmos à cachoeira.
...Ouvir o gorjear dos pássaros que constroem ali o seu ninho, o gaitear da das águas que descem pela pedreira.
...Subirei pelo penhasco, colherei morangos silvestres, bem vermelhinhos, para você.
...Deitaremos na grande pedra, bem defronte a queda d’agua, lá onde as águas agitadas brincam num bailar incessante.
...Você deitada por sobre o meu corpo, olhos nos olhos, lábios sedentos úmidos, pedido-me beijos.
...Suas mãos passeando pelo meu corpo, seus cabelos tocando a minha face, eu flutuando em naus de sonhos, sussurro em seu ouvido... Bom, pularei esta parte.
...Apaixonados, nossos corpos se atracam numa jura de amor sem fim.

Ah!...Como eu queria!

...Para que tudo isto aconteça faltam... Você, o cenário e a cachoeira.
...O que eu já tenho guardados são... Eu, os sonhos e o amor sem fim.


Antônio José Tavares (Tonho)