segunda-feira, 25 de maio de 2015

Boa tarde a todos!
     

QUANDO O SOL BRILHAR.

Quando o sol brilhar...
... Terei sido a sua real quimera,
... Teremos feito valer a espera,
... deste amor que nasceu escrito!

Quando o sol brilhar...
... Beijando-nos pela primeira vez   
... Nossos corpos entrelaçados
... Os grilhões do pudor já quebrados
... Perder-nos-emos por entre linhos e travesseiros.

Quando o sol brilhar...
... O gozo do corpo,
Cúmplice com o prazer da alma,
Elevar-nos-á ao paraíso,
Não mais teremos que dizer adeus!

Quando o sol...
... Há muito nascido, brilhar...
... Testemunhará o amor pungente,
a invadir os nossos corpos,
Mudando o tom de nossas vidas!
  

Quando o sol brilhar...
Mesmo que se faça noite,
... Este intenso e eterno brilho,
Veremos, advindas das nossas almas,
Desposados por um amor infinito!

Antônio Tavares.