sexta-feira, 24 de abril de 2015

AMO-TE.

Quero o teu colo...
Sentir as tuas mãos deslizando pelos meus cabelos.
Ouvir a tua respiração ofegante que pede por beijo.

Ah... Mais como eu quero!

Quem sabe numa noite linda
De luar, de estrelas cadentes
Com todos os adornos que envolvem os românticos namorados?

Serão, com certeza, os nossos beijos
A incendiar nossos corpos
Na doce tormenta do amor.

Sabe amor meu...
Não importa se esta noite for chuvosa
Ausente estiver a rosa
Dia ou noite
Versos e prosa
Nada importa!

Seremos dois corpos a se amar
Num único coração a pulsar
Rompendo o silêncio que grita
O grito...
Amo-te eternamente!!!


Tonho Tavares.