sábado, 24 de janeiro de 2015

= VIVER O AMOR =

Quando nasce o amor
O céu se faz em cores
A majestosa lua lança seu sorriso em prata
As flores dantes esquecidas invadem a alma
Tornando-se mensageiras.

Nos terrenos do coração antes áridos
Agora tal e qual olhos d’agua
Minam neste solo os sonhos.
Grande e frondosas arvores de quimeras
Abrem-se em flores.

Duvidas, inseguranças e ciúmes
Brincam com a alma apaixonada
É o quiproquó colocando em xeque
O amor.

O tempo é passado
Beijos, abraços, frases decoradas e criadas
Fortalecem o sentimento
É a vitória dos enamorados.

Amar é tão bom, tão suave
Que faz do mundo o paraíso
E tão pouco é preciso
É só a Ele se entregar.

Amar é sentir o coração bater em um mesmo compasso
É doar-se com ardor, a todos os beijos e abraços
É dormir com o gosto indescritível dos beijos
Acordar com desejos
Caminhar juntos por uma trilha sem final.

Quem ama, amacia a alma
Adoça os dias
Tem saudade antes das despedidas
Ouve com planura os desígnios da vida.

Com é fácil amar!
Difícil é esquecer.
Quando amamos e somos amados
Passam os anos, passam as idades,
Permanecemos para sempre
Como eternos enamorados.

O amor...
Como é bom descrever
E como é difícil encontrar.


Tonho Tavares.