quarta-feira, 31 de dezembro de 2014


= VEJO O AMOR =

Muito lindo, eu vejo o amor!
Com candelabro de estrelas, ele se veste.
Adorna-se,
De luar, de flores,
De cascatas,
De sorrisos e músicas.
Do silêncio que pede beijos.
De corpos que se abrigam.

Amor que as mãos entrelaçam,
que sussurra canções,
Que se desvaira em prazer.

Não é uma utopia.
São abraços, beijos suaves,
num gostoso ritual nas despedias.
Beijos cálidos que enfeitam a chegada.
Palavras ditas, que colorem um arco-íris.

Quando eu abro os olhos
E deparo-me apenas com o muro
Volto a fechá-los e escalo,
Busco de volta o meu abrigo.




Tonho Tavares