terça-feira, 30 de dezembro de 2014


= A PROCURA DO MEU EU  =

Procurei-me por ai...
Onde eu estava?
Desci ruas, subi ladeiras
Entrei em cada igreja que existia,
Em cada boteco, em cada praça da cidade,
Em cada casa,
Dos clássicos, aos mais ralés prostíbulos.
Busquei-me, nas mais lindas paisagens,
Nas cascatas, nos labirintos da vida.
Perguntei aos anjos e aos diabos,
Por onde eu andava?
Eu encontrava as minhas pegadas, em cada lugar,
Que eu passara.
O certo é que em mim eu não estava.
Cansado, sofrido, sem esperanças
Senti um perfume que era só seu.
Ali você estava...
Belíssima, com um lindo sorriso, de que é amada
Fiquei em estado de encantamento.
E foi em você, que me encontrei.
Em seu peito, bem no cantinho, eu me aconchegava
Quietinho, manso como uma pássaro, em seu ninho.
Foi lindo!
Eu abraçado, de novo, ao meu incauto sonho.


Tonho Tavares