domingo, 30 de novembro de 2014

   = Quando jundos estamos = 


Não estreite o espaço
aperte-me em teu laço
Serei o teu bem querer.

Se quiser-me a contento
se posso, eu não sei!
sou simples, sem traquejo
do real, nada sei.

Sou um inveterado sonhador
adepto do amor.

Se teus carinhos me deres
todas as noites , em teu ninho estarei
Beijar-te-ei a cada amanhecer
flores com certeza lhe darei
com cores e sabores
das manhãs bem amanhecidas

A cada brisa fresca, pintarei
um novo e belo arco iris
caminharemos sobre o ditoso
até o seu tesouro
o amor em nossas vidas.

Tonho tavares