sábado, 20 de setembro de 2014

                = Louco sonhador =

  Serei eu um louco?
Talvez... 
Quem sabe!
Quando te amo...
Pensando em ti
sou fácil, frágil
envio-te flores
buscando, pelo menos, um único sorriso teu.

Adentro-me nas matas
Estendo os olhos
colho as mais lindas paisagens
Sensibilidade aguçada e a flor da pele...
Choro!

Imagino teu corpo sensual
Sem igual
Surgindo das águas sonoras da cachoeira.
Tu, vestida em branco
molhada,  na transparência
atrevida, o teu corpo denúncia.
Curvas sinuosas que o meu corpo excita.
Rosto, braços e pernas
revestida pela nua pele
salpicadas de gotas, muitas gotas d'água
ornamentando-te,  que ao sol cintila.
Teus olhos umedecidos
brilhando de desejos...
Teus lábios sensualmente entreabertos...
Sonho, sonhos, são meus sonhos e desejos.

Serei eu um louco?
Talvez um pouco!
Estaria eu muito mais louco
Se dos sonhos
não me restassem
nem mesmo um pouco.

Tonho Tavares