quarta-feira, 30 de julho de 2014

Bom dia amigos! 


= Amor no peito =

Abriga-me em teu coração
seremos canção e razão
de um conto de amor

Não é carência o que eu sinto...
É amor!

Amor que busca morada
ultrapassando a madrugada
Numa carreira sem final

Teu rosto, encosta ao meu
Sem palavras
Sem sussurros
Com respiração ofegante
De que anseia aquele instante
Este eu para amar.

Quero um amor forte
de versos
de universo
amor de quem preparou por toda a vida
amor que passou por bons e maus momentos
Agora aqui está no peito retido
todinho guardado
Só para te amar.


      Tonho Tavares