domingo, 11 de maio de 2014

= Heroína, Santa, ou simplesmente, Maria, Mãe, Mulher =

                Venha Maria...
Vamos ver como é feito o seu dia...
           Maria sem preconceito, não se agarra aos defeitos, a tudo Ela se ajeita, na magnitude do amor.
          Dia de Maria nascida, tão pequena, frágil e pura, de encantos meiguice e carinho, traz consigo os sonhos.
            Maria já crescida...
De menina a mulher, seus filhos, com amor Ela cria.
São tantos e de nomes diversos. São: Sabrinas, Joanas, Paulas, Joãos, Josés Pedros, Lucas, e mais tantos, que nem por magia seus nomes eu me lembraria.
             Grandes Marias, de sobrenomes que se equivalem...
Maria das Preocupações... Que a tudo enfrenta com sua fé e orações.
Maria da Consolação... que acolhe em seu colo,  de seu seio o acalanto.
Maria das Dores, que dos filhos divide as dores, ocultando em seu coração.
             Maria que assistiu a sua filha perecendo pela falta do pão, lia em seus tristes olhinhos, como se não compreendesse o desamor dos homens, cujo coração fora tomado pelo egoísmo e ganância, guardando para si tudo que lhe era por direito. Em seu tempo final, disse a sofrida Mãezinha: - Mamãe, será que lá no céu tem pão?  _ Acabou de falar e para Deus partiu”.  Como poderei dar sobrenome a esta mãe?
                Maria que incentiva o filho a partir em busca de suas realizações e sonhos, sofrendo mas, mostra em seus olhos um sorriso, empurra-o com as  mãos e segura-o com o seu coração.
                  Maria órfã, que assistiu os seus filhos partirem, por inúmeros motivos ou por desamor, nunca mais voltaram.
                    Maria Amor e Fera, aquela que pelos filhos lutam até a sua própria morte.
Maria Amada...
Maria Realizada...
Maria Mãe de Deus e dos homens...
Maria, sempre Maria!
Parabéns a vocês Mães, que serão por Deus, sempre Maria.
Que neste seu dia, você pare, pense, agradeça e peça, faça tudo que lhe é por direito.
Ser mãe é semear pelo universo, esperança, amor e fé.
O mundo se enfeita por você Mãe... Maria... Mulher.
Sejam muito felizes!

Tonho Tavares.

“Eu vi minha Mãe rezando
Aos pés da Virgem Maria
Era uma santa que falava

E outra santa que ouvia.”