domingo, 30 de março de 2014

                                       =Sonho Seu=

Esta noite, ouvi o cochicho das estrelas.
As arvores, balançavam seus galhos,
comentavam eufóricas algo, que acontecia.
Até as flores do jardim, se confabulavam,
soltavam gritinhos de felicidade.

O vento tímido, abraçava carinhosamente 
a cada elemento.
Tive medo!
Quis voltar para dentro da casa,
a porta rangendo, interrompeu a minha passagem.
Pensei estar ficando louco.
O vento foi abrindo caminho a minha frente.
Tentei ouvir, do vento, os seus abrolhos,
foi em vão.
As ramagens se abriam gentilmente,
oferecendo-me uma passagem.
E lá fui eu, em busca de respostas.
Cheguei à beira da praia,
O silêncio, se fez novamente.
Apenas, as ondas do mar gemiam,
Uauuuu, uauuuu, uauuu.

Tirei os sapatos e
 caminhei pelas espumas geladas
das águas.
A cada minuto, o mar se fazia belo.
Ao sair do mar pude vê-la,
linda, com olhos cintilantes como as estrela.
Corri ao seu encontro
Foram beijos, abraços e murmúrios de amor.
Descobri, ter entrado em seus sonho.
Par favor, deuses dos sonhos,
Não mais nos acorde.

 Tonho Tavares