domingo, 30 de março de 2014


=Amor roubado=


Dos lábios teus, empresta-me, 
O sorriso.
E dos olhos teus,
O fio cortante
De um amor infindo.

Empresta-me os teus sentimentos,
Deixa-me invadir
A tua alma,
Como um bom garimpeiro, 
Com a grande bateia,
Ateio o teu amor.

Quem sabe neste momento emprestado
Do teu lado, eu possa estar,
Como um bom ladravaz
De sentimentos,
Teu coração eu roube 
Para que tu possas me amar.

Tonho Tavares