sábado, 25 de janeiro de 2014

                     = TEU COPO =

   Buscarei o teu corpo
como quem desvenda mistério
chegarei a cada curva
com meu corpo em doce anelo.

Meus olhos fintaram os teus
procurando o melhor caminho
minhas mãos se atrevem e antecedem
ao meus enlouquecidos desejos.

Farei dos teus lábios o regato
que a minha sede sacia
neles esta o mapa
que o teu corpo anuncia.

Venha minha amada
minha amiga
minha amante
vamos viver varias vidas
a cada pequeno instante.

Se o teu descobridor
fizer-me ser
desvenda-te-ei em mim minúcias 
realizando todos os desejos teus.

Roubarei por amor e encanto
o teu corpo e tua alma
que deixaram de ser teus
seras de mim
uma livre prisioneira
cativas do amor meu.

Tonho Tavares