segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

                        = Feliz amanhecer =

Esta manhã despertei-me poesia.
Acordei o sol que ainda dormia
Reverenciei as últimas estrelas 
Que incautas desfilavam 
Pela madrugada
Quase vencida.

O frescor lírico trouxe-me a poesia

Uma minúscula flor
Na beira do muro se escondia
Busquei a lupa
Deslumbrei-me com tamanha maravilha.

Pensei em você...
Com muito carinho
Eu queria colhe-la
E ofertar a ti.

Como eu poderia mutilar
Da vida tal maravilha.

Ali mesmo eu a deixei 
A mercê da sorte
No meu coração, eu a guardei
Até o dia da minha morte.

Tonho Tavares