sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

                            = CORAÇÃO REBELDE =

   Meu coração se mudou
Não sei bem... mudou, fugiu... 
Sei lá.!
Um cartaz ele deixou...
“Alugo a vaga
Cansei-me de ficar sozinho”.
Com o peito vazio, fui adiante
A procura de carinho.

Olá lua, minha amiga e companheira
Vistes o meu coração fugitivo, em suas andanças?
Em silêncio, como uma alcoviteira, dona de um sorriso lindo
Sem deixar rastros, em silêncio  ela se foi.
Cabisbaixo e confuso, continuei...
Com o amigo vento me deparei...
A pergunta foi a de sempre...
Viste meu coração, amigo vento?
Sussurrando, assobiando fazendo-se indiferente
Rumando para o infinito
Se foi calado.
Nada revelado!

Êita coração danado!
Conquistastes, a lua, as estrelas e o vento
Deixaste-me ao relento.

A madrugada solitária e fuxiqueira
Revelou-me o seu paradeiro
Imaginem...
Meu coração desesperançado,  voou sem destino
Sem que eu o permitisse, veio a repousar-se
No colo da mulher amada. 

Tonho Tavares

toninhotav@hotmail.com